Avançar para o conteúdo principal

Salmos 1, explicado!

          

          

            Os salmos 1 estabelece princípios que são verdadeiros para todos aqueles que temem ao Senhor. Todavia, ele é direcionado ao remanescente fiel de judeus que se encontrará cercado de pessoas em revolta contra Deus na grande tribulação.


            A propósito, sempre quando você ler o velho testamento saiba que As promessas registradas eram para um povo terreno, Israel, e os gentios associados a esse povo. As promessas de Deus para a Igreja são as que encontramos nas epístolas, e são espirituais e celestiais.


            Então os salmos 1 Apresenta os traços morais desse remanescente piedoso e os procedimentos governamentais de Deus, pelos quais os iníquos serão julgados e os piedosos estabelecidos em bênçãos sobre à Terra durante o reinado de Cristo no Milênio. Essas características morais são vistas com toda a perfeição em somente Cristo, então, apesar de o Salmo não se referir diretamente a Cristo, ele apresenta Cristo Moralmente.


            Então, nós vemos nesse primeiro verso os impios em uma posição até elevada possuindo um conselho, sua própria maneira de conduzir seus planos e eles se sentam à vontade num lugar de poder, desdenhosos da autoridade de Deus. E vemos o homem bem-aventurado que não tem parte com as facilidades que uma vida impia pode trazer.


            Vemos no verso 2 que essa separação não é meramente externa, mas é acompanhada de uma vida privada de devoção a Deus às coisas do Senhor.  Ele tem prazer nas coisas de Deus e medita dia e noite, quer dizer continuamente.


Verso 3:


            Pois, será como a árvore plantada junto às correntes de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cuja folha não cai; e tudo quanto fizer prosperará.


            E esse homem é como uma árvore que tira o Seu sustento do Senhor e essa dependência o leva a uma vida frutífera e tudo quanto fizer prospera. Isso aponta para o Senhor Jesus não é mesmo, ele prosperou em tudo que fez, mas o sucesso de Cristo é totalmente diferente do sucesso do mundo. O sucesso do mundo é dinheiro, fama, poder, coisas que para o Senhor não é nada diante do que ele é. Cristo teve sucesso ao se entregar na cruz pelos seus e proporcionar salvação e vivificação aqueles que já estavam mortos, salvação a todo aquele que crer.


            E aquele que é salvo também prosperá com toda sorte de bençãos aqui na Terra? Não! Toda sorte de bençãos nas regiões celestiais. Que é muito melhor do que qualquer benção terrena que você pode pensar! Isto está em Efésios 1:3.



            Isso é muito diferente do homem ímpio que pode aparentar estar estabelecido numa posição de autoridade e estabilidade, mas serão abatidos quando vier o Juízo. 


            A partir do verso quatro temos uma situação que estabelece um princípio importante de que devemos aguardar a intervenção de Deus que virá no momento oportuno. No presente, pode parecer que o homem mau está prosperando e o temente a Deus está sofrendo e pode parecer que o governo de Deus está falhando. Então será visto que os ímpios não permanecerão no julgamento; ao passo que os piedosos serão estabelecidos e entrarão na congregação dos justos.

(v. 6), mas enquanto a justiça de Deus não é estabelecida a alma piedosa tem o conforto da aprovação secreta do Senhor. Porque o Senhor conhece o caminho dos justos e aquilo que o Senhor aprova permanecerá - o que o Senhor não aprovar perecerá.





Comentários

Mensagens populares deste blogue

A mulher santifica o marido? O que significa Santificação relativa ou provisória?

  No último vídeo explicamos que santidade significa  “ser separado”, separado para Deus. Explicamos também que existem basicamente 3 conceitos de santificação.  Santificação absoluta ou posicional que é a santificação obtida por cristo na cruz, tornamo-nos santos a partir do momento que o aceitamos. Essa santificação, não se perde e nem pode ser melhorada. Há também a Santificação progressiva ou prática que é resultado de o crente buscar aperfeiçoar a santidade em sua vida de forma prática. É um exercício diário e contínuo na vida do crente. Para que você possa compreender melhor eu fortemente recomendo que assista a esse vídeo: E hoje trataremos do terceiro tipo que é Santificação relativa ou provisória.   Esse aspecto da santificação tem a ver com pessoas sendo colocadas em um lugar limpo na Terra por meio da separação, sem necessariamente ter um trabalho interior de fé em sua alma. Ou seja, a pessoa ainda que não creia em cristo pode ser santificada, isto é, separada provisoriamen

5 provas de que A igreja não passará pela Grande tribulação? |Estudo da Grande Tribulação PART 2|

Guerras e rumores de guerras..., nação contra nação, reino contra reino, e haverá fome e terremotos em vários lugares… sereis atribulados, e vos matarão. Sereis odiados de todas as nações, por causa do meu nome.  Esse é um recorte de Mateus 24, o texto fala da grande Tribulação. OK, mas afinal o que é a grande tribulação? Para resumir A “grande tribulação” (Mt 24:21) Também é chamada de “a angústia de Jacó” (Jr 30:7), “o tempo de angústia” (Dn 12:1), e “a hora da tentação” (Ap 3:10) é um período de 1.260 dias (Ap 11:3, 12:6) e refere-se à terrível perseguição que será dirigida ao fiel remanescente judeu durante a segunda metade da 70ª semana de Daniel (Dn 9:27). Ok mas vc está dizendo que os crentes não passarão por esse período Terrível? Exatamente e aqui vão 5 motivos pelos quais a igreja não vai passar pela grande tribulação onde o 5º motivo é exatamente as 70 semanas de Daniel.  Arrebatamento x aparição de Cristo. Vejamos esses dois versículos: Mat 24:30  Então, aparecerá no céu o

Panorama do livro de RUTE |esboçando a bíblia|

  Você sabe, a bíblia é uma coleção de livros que podem ser dividido em categorias. Os primeiros 5 livros se chamam pentateuco que é uma expressão grega que significa "cinco rolos" ou cinco livros mesmo, já estudamos todos esses e vc pode encontrá-los na playlist que estará nos cards e descrição.  A próxima categoria é chamada de livros históricos. E porque se chamam assim?  Porque contam a história de Israel. Mas, na verdade, a história dos Hebreus já estava sendo contada desde o Pentateuco então a melhor definição é que eles se chamam históricos porque contam a história de Israel a partir da chegada em Canaã.   Entre os históricos estudamos o livro de Josué e no último vídeo fizemos o panorama do Livro dos Juízes, você também pode encontrá-los nos cards bem como na descrição do vídeo. Nesse vídeo de Juízes Mencionamos que foi tempos de ruína para Israel. Eles tinham acabado de entrar na terra prometida e deram as costas para as ordenanças de Deus e não expulsaram os povos d