Avançar para o conteúdo principal

Panorama do livro de DEUTERONÔMIO |esboçando a bíblia|



Se você assistiu ao último panorama, que é o do livro de números, sabe que os hebreus terminaram o livro na planície moabita, bem na entrada da terra prometida. E é exatamente aqui onde se passa todo o livro de Deuteronômio. Sim, Chegamos ao último livro do pentateuco, deuteronômio. Que nome peculiar não?! Assim como todos os outros livros do pentateuco, seu nome advém da Septuaginta e significa "A Segunda Lei", mas, porque segunda lei? O que aconteceu com a primeira lei e afinal seria adequado chamar o livro de segunda lei?




Bem apesar do nome do livro “segunda lei" não é algo que traduza muito bem o seu conteúdo. Você deve lembrar que todas as pessoas que tinham mais de 20 anos quando eles saíram do Egito, haviam morrido em cumprimento ao castigo de Deus pela desobediência do povo. Então o povo que estava prestes a entrar na terra prometida, precisava ter sua memória refrescada a cerca da Lei. Por isso grande parte do livro é sobre Moisés recapitulando a lei que recebera de Deus no Sinai, ao final do livro de Êxodo. 


Aqui eu vou interromper para fazer uma observação. Alguém pode perguntar: se só sobreviveram os que tinham menos de 20 quando saíram do Egito, significa que não havia anciãos dentre o povo? Não, havia anciãos porque se somarmos 20 anos com os 40 da peregrinação do deserto, com exceção de Josué e Calebe, o mais velho teria 60 anos, que já é um ancião, mesmo para época. Além disso, Josué tinha 85 anos quando entrou na Terra prometida, aproximadamente a mesma idade que Moisés tinha quando foi chamado por Deus para liderar o povo na saída do Egito. 


Fechando o parêntese e voltando ao conteúdo de Deuteronômio. Devido ao fato de a expressão “segunda lei” não expressar genuinamente o sentido do livro de Deuteronômio alguns preferem definí-lo pelo título original hebraico mishneh hattorah que significa repetição da lei. Ah Então Deuteronômio é de fato caracterizado como sendo uma repetição da lei?


Não exatamente! Apesar do título original, não poderíamos considerar Deuteronômio sendo simplesmente uma "Repetição da Lei" porque algumas leis contidas no livro não foram fornecidas antes, eram leis totalmente novas. Deuteronômio deve ser visto mais como uma exortação à obediência, para que o povo não cometa os mesmos erros que seus pais cometeram no deserto. Por isso quase todo o livro se passa com Moisés discursando ao povo. 


O livro pode ser dividido em três partes: 


  • Deuteronômio 1-11:é uma espécie de retrospectiva, Moisés reconhece a maneira como o Senhor os havia guiado, a aliança com eles em Horebe, sua desobediência e a retomada do relacionamento de Deus com eles. 

  • Deuteronômio 12-29: se caracteriza pela entrega de vários mandamentos e  as consequências da obediência ou desobediência são reapresentadas ao povo.

  • E a terceira parte é Deuteronômio 30-34: serviu para dar ânimo ao povo. O trecho fala das coisas que estão por vir, vemos também o cântico de Moisés e sua bênção para as tribos.

Fazendo breve um esboço do livro:


Em Deuteronômio cap. 1-3. Moisés indica alguns líderes para liderar o povo durante a entrada na Terra prometida e começa  uma espécie de recapitulação de tudo que ocorreu no livro de números.

Em Deuteronômio 4. Moisés os chama para darem ouvidos  e obedecerem aos mandamentos que o Senhor lhes deu, atentando para que fujam da idolatria.

Deuteronômio 5-6. O pacto em Horebe é repetido com exortações à obediência, e a grande verdade da qual foram testemunhas é expressa novamente: “Jeová, nosso Deus, é o único Deus” Deu. 6:4.

Deuteronômio 7-8. O povo é advertido contra fazer qualquer aliança com o povo de Canaã; pois eles próprios eram um povo santo. Deus os escolheu para ser um povo especial, separado.

Deuteronômio 9-11. Moisés declara que Deus não os traria para a terra por causa de sua própria justiça ou retidão de coração; mas porque Ele cumpriria Suas promessas feitas a Abraão, Isaque e Jacó. Moisés diz-lhes claramente: "Fostes rebeldes contra o Senhor desde o dia em que vos conheci"; Moisés contrasta suas falhas, com a bondade e misericórdia de Deus.

Em Deuteronômio cap. 12-13. Moisés retorna com avisos sobre idolatria ele estabelece que os altares e bosques idólatras encontrados na terra deveriam ser destruídos. Havia apenas um lugar para onde todos os sacrifícios deviam ser levados que era o tabernáculo, assista ao vídeo sobre o tabernáculo:





Nos cap. 14-19, Muitas das leis que foram dadas na primeira parte do Pentateuco são revisadas. Aparece aqui o detalhe que Se eles quiserem um rei, ele deve ser aquele a quem Deus escolheria, e os deveres do rei são detalhados.

Em Deuteronômio 20. Temos instruções sobre como ir para a batalha; que cidades deveriam ser poupadas e que pessoas deveriam ser totalmente destruídas.

Nos cap. 21-25, outros mandamentos são revisados perante o povo. Dentre esses mandamentos havia alguns que falavam do tratamento de um filho rebelde e de casamentos com mulheres estrangeiras e mesmo avisos quanto a imoralidade sexual. Mas o que mais chama a atenção é que encontramos que aquele que for pendurado no madeiro é maldito de Deus. O que nos lembra quão maravilhoso foi o sacrifício que Cristo faria por nós, fazendo-se maldito em nosso lugar.

Em Deuteronômio 26, vemos a ordenança de levar as primícias, isto é, os primeiros frutos da terra prometida ao tabernáculo, como forma de agradecimento ao Senhor por fazê-los possuir a terra.

Em Deuteronômio 27, encontramos que a lei deveria ser escrita em grandes pedras e colocada no monte Ebal. Também vemos leis sobre incesto, respeito a pai e mãe e até respeito a deficientes visuais.

No cap. 28-30. Estando o povo sob o governo de Deus, as consequências da obediência ou desobediência são apresentadas em bênçãos ou maldições que seriam dadas por Deus segundo a obediência ou desobediência do povo.

Deuteronômio 31-32, estabelece que a lei deveria ser lida ao povo a cada sete anos. A Josué foi confiado o “encargo” de trazer o povo para a terra. Lembrando que Moisés desejava ir além do Jordão e ver a terra que mana leite e mel, mas isso lhe foi proibido por Deus como vimos no panorama de números. 

Em Deuteronômio 33. Moisés abençoa as doze tribos. A tribo de Simeon é omitida; sua porção ficava no extremo sudoeste, perto do deserto; lemos muito pouco sobre esta tribo, como se estivessem perdidos na terra. O número doze foi formado pelos dois filhos de José; no entanto, descobrimos que Simeão está entre as doze tribos seladas em Apocalipse 7 e na divisão futura da terra que ocorrerá no milênio (Ezequiel 48:25).

Em Deuteronômio cap. 34, a morte de Moisés é relatada e vemos que Deus o enterrou em um lugar desconhecido, de modo que sua tumba não poderia ser adorada como um local sagrado. Desde então nunca mais se levantou em Israel um profeta como Moisés, a quem o Senhor conhecesse face a face.

O Livro de Deuteronômio é caracterizado por exortações à obediência de um povo trazido para a terra a qual Deus prometeu. É frequentemente citado no Novo Testamento e o Senhor Jesus citou três vezes ele quando foi tentado pelo diabo. É citado como escrito por Moisés (Rom. 10:19; 1 Cor. 9: 9). A escritura, portanto, refuta totalmente aqueles que procuram atribuí-la a algum escritor desconhecido de uma data posterior. Claro que o último capítulo é uma exceção: pode ter sido adicionado por Josué, sucessor de Moisés.


Bem esse é o panorama de Deuteronômio espero que tenha sido minimamente edificante para você, até mais.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

A mulher santifica o marido? O que significa Santificação relativa ou provisória?

  No último vídeo explicamos que santidade significa  “ser separado”, separado para Deus. Explicamos também que existem basicamente 3 conceitos de santificação.  Santificação absoluta ou posicional que é a santificação obtida por cristo na cruz, tornamo-nos santos a partir do momento que o aceitamos. Essa santificação, não se perde e nem pode ser melhorada. Há também a Santificação progressiva ou prática que é resultado de o crente buscar aperfeiçoar a santidade em sua vida de forma prática. É um exercício diário e contínuo na vida do crente. Para que você possa compreender melhor eu fortemente recomendo que assista a esse vídeo: E hoje trataremos do terceiro tipo que é Santificação relativa ou provisória.   Esse aspecto da santificação tem a ver com pessoas sendo colocadas em um lugar limpo na Terra por meio da separação, sem necessariamente ter um trabalho interior de fé em sua alma. Ou seja, a pessoa ainda que não creia em cristo pode ser santificada, isto é, separada provisoriamen

5 provas de que A igreja não passará pela Grande tribulação? |Estudo da Grande Tribulação PART 2|

Guerras e rumores de guerras..., nação contra nação, reino contra reino, e haverá fome e terremotos em vários lugares… sereis atribulados, e vos matarão. Sereis odiados de todas as nações, por causa do meu nome.  Esse é um recorte de Mateus 24, o texto fala da grande Tribulação. OK, mas afinal o que é a grande tribulação? Para resumir A “grande tribulação” (Mt 24:21) Também é chamada de “a angústia de Jacó” (Jr 30:7), “o tempo de angústia” (Dn 12:1), e “a hora da tentação” (Ap 3:10) é um período de 1.260 dias (Ap 11:3, 12:6) e refere-se à terrível perseguição que será dirigida ao fiel remanescente judeu durante a segunda metade da 70ª semana de Daniel (Dn 9:27). Ok mas vc está dizendo que os crentes não passarão por esse período Terrível? Exatamente e aqui vão 5 motivos pelos quais a igreja não vai passar pela grande tribulação onde o 5º motivo é exatamente as 70 semanas de Daniel.  Arrebatamento x aparição de Cristo. Vejamos esses dois versículos: Mat 24:30  Então, aparecerá no céu o

Panorama do livro de RUTE |esboçando a bíblia|

  Você sabe, a bíblia é uma coleção de livros que podem ser dividido em categorias. Os primeiros 5 livros se chamam pentateuco que é uma expressão grega que significa "cinco rolos" ou cinco livros mesmo, já estudamos todos esses e vc pode encontrá-los na playlist que estará nos cards e descrição.  A próxima categoria é chamada de livros históricos. E porque se chamam assim?  Porque contam a história de Israel. Mas, na verdade, a história dos Hebreus já estava sendo contada desde o Pentateuco então a melhor definição é que eles se chamam históricos porque contam a história de Israel a partir da chegada em Canaã.   Entre os históricos estudamos o livro de Josué e no último vídeo fizemos o panorama do Livro dos Juízes, você também pode encontrá-los nos cards bem como na descrição do vídeo. Nesse vídeo de Juízes Mencionamos que foi tempos de ruína para Israel. Eles tinham acabado de entrar na terra prometida e deram as costas para as ordenanças de Deus e não expulsaram os povos d