Avançar para o conteúdo principal

O que é e como será o Milênio?

 


Afinal de contas o que é o Milênio? 

Em resumo o Milênio é um período de literalmente 1000 anos em que o Senhor Jesus reinará. É o tempo em que a glória de Cristo será exibida a este mundo e no final do milênio, todos os inimigos serão derrubados e o reino entregue a Deus.


Encontramos o Milênio sendo profetizado na bíblia em múltiplas passagens. Em Efésios 1:10 é conhecido como a dispensação da plenitude dos tempos, em Filipenses 1:10 é conhecido como o dia de Cristo, em Hebreus 2:5 é expresso como o mundo que há de vir  e em atos 3:19, que inclusive  já fizemos um vídeo sobre essa passagem (link abaixo), o milênio é conhecido como tempos de refrigério.



Porque o Milênio é necessário?


A resposta está em Efésios 1:9-11


Descobrindo-nos o mistério da sua vontade, segundo o seu beneplácito, que propusera em si mesmo,

De tornar a congregar em Cristo todas as coisas, na dispensação da plenitude dos tempos, tanto as que estão nos céus como as que estão na terra;

Nele, digo, em quem também fomos feitos herança, havendo sido predestinados, conforme o propósito daquele que faz todas as coisas, segundo o conselho da sua vontade;


Essa passagem é chamada de chave de toda a Bíblia. Ela nos revela o grande segredo do propósito de Deus por trás de tudo o que Ele fez e fará... a glorificação de Seu Filho Amado, esse é o propósito da bíblia, deveria também ser o intuito dos judeus e dos cristãos e glorificar a Cristo é o propósito do Milênio. 


O verso 10 estabelece que a vontade de Deus é congregar, reunir em Cristo todas as coisas nas duas esferas, nos céus e na Terra. Cristo será glorificado "no céu" por meio da Igreja e "na terra" por meio de Israel.


Na esfera celestial, estarão A igreja, os santos do velho testamento, os mártires que morrerem durante a Grande Tribulação, crianças e deficientes mentais, etc. A Igreja em seu papel milenar é retratada pela "cidade celestial de Jerusalém" em Ap 21: 9 - 22: 5). Ao mundo, o Senhor mostrará Sua noiva que é a Igreja. Ela refletirá a glória de Deus. (Apocalipse 21: 9 - 22: 5). O Senhor compartilhará tudo o que pertence a Ele com a Sua noiva (Ef 1:11), isto é, aquela que participou das aflições de Cristo também participará de Sua glória. 


Na esfera terrestre, Israel será o centro das operações de Jeová (Salmos 47: 3) e reinará na terra sobre todas as nações gentílicas. Eles farão isso sob a supervisão da Igreja. A autoridade do Senhor estará na terra, na cidade reconstruída de Jerusalém (Ezequiel 43: 7, 48:35). Israel terá um papel duplo no Milênio, de acordo com sua vocação original como "um reino de sacerdotes e uma nação santa" (Êxodo 19: 6). Eles serão a cabeça das nações, administrativamente, e também conduzirão a adoração das nações que vierem a Jerusalém (por exemplo, Salmo 100).


Quando ocorrerá o Milênio?


Bem, vemos que há três grandes dispensações ou administrações de Deus sobre seu povo. Há a dispensação da Lei, onde os judeus tiveram papel central no que diz respeito ao recebimento dos oráculos de Deus. Após a lei vem a dispensação da graça cuja a Igreja que era um mistério em Deus revelados à Pedro e principalmente à Paulo. E por último virá o milênio que se dará após a volta de Cristo, por isso, quando exatamente ele virá, não sabemos, mas como a Igreja já terá sido arrebatada esse ponto acaba não sendo muito relevante para os cristãos.


O milênio e o evangelho do reino


O tema do Milênio está intimamente ligado ao evangelho do reino. O evangelho da graça, que é o evangelho que os crentes anunciam hoje, promete justificação pela fé em Cristo e um lar com Ele no céu por toda a eternidade. Mas no último vídeo (abaixo)


dissemos que quando a igreja for arrebatada o tempo da graça acabará e o remanescente Judeu juntamente com os gentios convertidos anunciarão o evangelho do Reino. O evangelho do Reino declara as boas novas da vinda do Rei que estabelecerá Seu Reino, em poder, sobre a terra. Este era o evangelho que era pregado antes do Pentecostes por João Batista (Mt 3.1,2), pelo Senhor Jesus Cristo, o Rei (Mt 4.17), e por Seus discípulos (Mt 10) e é o evangelho que será pregado na grande tribulação. Além disso, muitas profecias no Antigo Testamento (Dan. 2:44; 7: 13-14; Gên. 49:10; 2 Sam. 7: 12-13) falavam do glorioso reino vindouro do Messias. Mas como os judeus não o receberam, podemos dizer que o reinado de Cristo foi adiado é por isso que o apóstolo João diz: 


Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que creem no seu nome, os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus. (João 1:11-1)


Mas é claro que esse adiamento estava nos planos de Deus, pois é justamente neste intervalo em que o reino foi adiado é que surge a Igreja que era um mistério oculto em Deus desde antes da fundação do Mundo (Efe 1:4).


Sim, mas como será o milênio?


Será maravilhoso O Messias de Israel (o Senhor Jesus Cristo) reinará supremo sobre todo o mundo, não apenas sobre Israel (Sl 47:7; Zc 14:9). As nações dos gentios se ajuntarão e se submeterão a Ele com gozo (Sl 18:43-44; Zc 2:11).

Jerusalém será a capital do mundo e o centro religioso da Terra (Is 2:2, 62:6-7; Sl 48; Ez 5:5; Jr 3:17; Sl 87:1-3). Haverá um governo universal sobre toda a Terra, pelo qual a “justiça” reinará (Sl 72:1-7; Is 9:6-7, 11:4, 16:5, 32:1, 16-18, 61:11). Haverá paz mundial. As guerras acabarão (Sl 46:9, 72:7; Is 2:4; Mq 4:3; Os 2:18; Is 60:18; Sl 147:14).

Os cegos, os surdos, os loucos e os coxos etc. serão todos curados (Is 35:5-6; Sl 146:8). Não haverá mais doenças e epidemias na Terra – gripe, câncer, covid 19 etc, tudo isso acabará. Consequentemente, não haverá necessidade de médicos, dentistas, enfermeiros, e hospitais. (Is 33:24; Sl 103:3).

Homens e mulheres não morrerão de causas naturais, mas viverão como árvores, não literalmente, mas viverão tanto tempo quanto as árvores vivem, isto é centenas de anos. (Is 65:20, 22)

A criação será libertada de sua escravidão e maldição. A Terra cantará (figurativamente falando) (Is 35:1-2; Sl 65:13; Zc 14:11; Ap 22:3). Os instintos selvagens e de caça nos animais serão alterados. o leão e o novilho gordo se alimentarão juntos pelo campo. As crianças brincarão com leões e cobras e não serão feridas (Is 11:6-9, 35:9, 65:25; Ez 34:25).

A agricultura florescerá de uma maneira que não se conheceu desde a queda do homem (Sl 65:9-13, 67:6, 144:13-14; Is 27:6, 35:1-2, 7; Jl 2:21-27, 3:18; Am 9:13-15; Mc 4:14; Zc 3:10). O deserto florescerá como uma rosa (Is 35:1-2, 7). Árvores frutíferas produzirão colheitas mensalmente! (Ez 47:12) As colheitas serão tão grandes que não haverá tempo suficiente para se colherem os frutos dos campos antes que seja hora de semear novamente (Am 9:13).

Como resultado de tal abundância, não haverá mais pobreza na Terra (Sl 132:15; Is 41:17, 65:21-23; Sl 146:7).

Mas isso não durará para sempre, haverão aqueles que apenas fingiram obediência ao senhor e quando Satanás for solto por Deus haverá uma última rebelião. Mas, esse é um assunto para outro vídeo.  




Comentários

Mensagens populares deste blogue

A mulher santifica o marido? O que significa Santificação relativa ou provisória?

  No último vídeo explicamos que santidade significa  “ser separado”, separado para Deus. Explicamos também que existem basicamente 3 conceitos de santificação.  Santificação absoluta ou posicional que é a santificação obtida por cristo na cruz, tornamo-nos santos a partir do momento que o aceitamos. Essa santificação, não se perde e nem pode ser melhorada. Há também a Santificação progressiva ou prática que é resultado de o crente buscar aperfeiçoar a santidade em sua vida de forma prática. É um exercício diário e contínuo na vida do crente. Para que você possa compreender melhor eu fortemente recomendo que assista a esse vídeo: E hoje trataremos do terceiro tipo que é Santificação relativa ou provisória.   Esse aspecto da santificação tem a ver com pessoas sendo colocadas em um lugar limpo na Terra por meio da separação, sem necessariamente ter um trabalho interior de fé em sua alma. Ou seja, a pessoa ainda que não creia em cristo pode ser santificada, isto é, separada provisoriamen

5 provas de que A igreja não passará pela Grande tribulação? |Estudo da Grande Tribulação PART 2|

Guerras e rumores de guerras..., nação contra nação, reino contra reino, e haverá fome e terremotos em vários lugares… sereis atribulados, e vos matarão. Sereis odiados de todas as nações, por causa do meu nome.  Esse é um recorte de Mateus 24, o texto fala da grande Tribulação. OK, mas afinal o que é a grande tribulação? Para resumir A “grande tribulação” (Mt 24:21) Também é chamada de “a angústia de Jacó” (Jr 30:7), “o tempo de angústia” (Dn 12:1), e “a hora da tentação” (Ap 3:10) é um período de 1.260 dias (Ap 11:3, 12:6) e refere-se à terrível perseguição que será dirigida ao fiel remanescente judeu durante a segunda metade da 70ª semana de Daniel (Dn 9:27). Ok mas vc está dizendo que os crentes não passarão por esse período Terrível? Exatamente e aqui vão 5 motivos pelos quais a igreja não vai passar pela grande tribulação onde o 5º motivo é exatamente as 70 semanas de Daniel.  Arrebatamento x aparição de Cristo. Vejamos esses dois versículos: Mat 24:30  Então, aparecerá no céu o

Panorama do livro de RUTE |esboçando a bíblia|

  Você sabe, a bíblia é uma coleção de livros que podem ser dividido em categorias. Os primeiros 5 livros se chamam pentateuco que é uma expressão grega que significa "cinco rolos" ou cinco livros mesmo, já estudamos todos esses e vc pode encontrá-los na playlist que estará nos cards e descrição.  A próxima categoria é chamada de livros históricos. E porque se chamam assim?  Porque contam a história de Israel. Mas, na verdade, a história dos Hebreus já estava sendo contada desde o Pentateuco então a melhor definição é que eles se chamam históricos porque contam a história de Israel a partir da chegada em Canaã.   Entre os históricos estudamos o livro de Josué e no último vídeo fizemos o panorama do Livro dos Juízes, você também pode encontrá-los nos cards bem como na descrição do vídeo. Nesse vídeo de Juízes Mencionamos que foi tempos de ruína para Israel. Eles tinham acabado de entrar na terra prometida e deram as costas para as ordenanças de Deus e não expulsaram os povos d